quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Cuidado com a leishmaniose!


Vc leva seu cão pra passear à tardinha?

Vc deixa seu cão solto na rua pra namorar à vontade?

Vc mora a menos de 100m2 de local com árvores e/ou jardim?

Vc mora a menos de 100m2 de local com lixo exposto?

Seu cão tem lesões nas orelhas ou na face?

Algum cão da casa do vizinho perdeu peso ou tem lesões de pele que não melhoram?

Seu cão perdeu peso ultimamente, sem estar de dieta?

Vc adotou uma cadela prenha e não sabe onde ela andava ou quem são os pais dos filhotes?

Se vc respondeu a sim pra alguma dessas perguntas, deve procurar seu clínico veterinário e pedir um exame para pesquisar a leishmaniose. 

Há exames de sangue baratos e pouco desconfortáveis, que podem ser usados como triagem dessa zoonose. Mas é importante que um médico veterinário bem atualizado no assunto acompanhe a interpretação desse tipo de exame, pois há uma pequena possibilidade de resultados falso-positivos e também de falso-negativos, em situações especiai.

Nos casos de exame de triagem (sorológico) positivo, serão necessários novos exames, mais específicos, para confirmar. Então, nada de economizar ou desesperar no primeiro exame positivo, ok?  

A leishmaniose está cada vez mais frequente no Brasil e poucas pessoas reconhecem os sinais. Essa doença pode passar para vc e sua família. Então, informe-se com seu médico veterinário sobre a vacinação do seu cão e sobre como evitar a picada do mosquito-palha!